Rosinha de sol: 4 dicas para cultivar a suculenta de flores diurnas.

Suzana Machado

Updated on:

Rosinha de sol

A Aptenia cordifolia, conhecida popularmente como rosinha de sol, é uma espécie de suculenta rasteira bastante cultivada em regiões com o clima mais quente e seco. Curioso, que a suculenta recebeu esse nome por conta da forma como suas flores abrem, ocorrendo somente quando há sol pleno.

Anúncios

Por isso, a rosinha de sol é bastante cultivada em jardins para compor o paisagismo, já que ela cresce e desenvolve lindas flores que se abrem quando sentem a presença de sol e fecham logo após ele ir embora.
Imagem: thesucculence

Características da rosinha de sol

A rosinha de sol possui como características suas verdes e brilhantes folhas com o formato oval, que desenvolvem lindas flores de coloração branca, rosa ou vermelha, muito semelhantes com margaridas, que só abrem enquanto há presença da luz sol.

Anúncios

Floração da rosinha de sol

Mesmo que suas flores só se abram durante o dia, especialmente em dias ensolarados, a floração do rosinha de sol tende em acontecer mais entre a primavera e o fim do verão.

rosinha de sol 1 Rosinha de sol: 4 dicas para cultivar a suculenta de flores diurnas.
Imagem: suculentasecactos_da_lais – Linda flor de cor rosa da Aptenia cordifolia

Contudo, algumas vezes pode acontecer da suculenta desenvolver suas flores durante algumas épocas do inverno.

Como cuidar da rosinha de sol?

Por ser uma espécie de suculenta, a rosinha de sol deve ser cultivada seguindo os mesmos cuidados que são necessários com outras espécies de suculentas que preferem se desenvolver em ambientes de sol pleno.

Anúncios

Caso queira cultivar a suculenta em ambientes internos, pode fazer o uso de vasos suspensos, desde que ele fique em um local bem iluminado que consiga receber a luz direta do sol por várias horas do dia.

1- Cuidados com o substrato

Com costumes bem tropicais, a rosinha de sol prefere ser cultivada em um substrato que possua um boa drenagem e seja rico em matéria orgânica.

rosinha de sol 3 Rosinha de sol: 4 dicas para cultivar a suculenta de flores diurnas.
Imagem: Plantas do Atalicio (@plantasdoatalicio)

Por isso, o recomendado é que seja adicionado ao substrato bastante areia.

2- Adubação

Quanto a adubação, o ideal é que seja adicionado ao substrato pedaços de cascas de frutas, ovos, esterco curtido, húmus de minhoca e até mesmo a borra de café.

Anúncios

3- Frequência das regas

Como a rosinha de sol é uma suculenta de costumes tropicais, ela prefere se desenvolver em um substrato que não possua muita umidade, já que suas folhas acabam armazenando água que servirá como nutriente para ela posteriormente.

rosinha de sol 2 Rosinha de sol: 4 dicas para cultivar a suculenta de flores diurnas.
Imagem: nuevavidacs

Neste caso, o recomendado é que as regas sejam feitas de forma bem controlado, borrifando apenas pequenas quantias de água quando observar que o substrato já está totalmente seco e cuidando para que ele não fique encharcado.

4- Exposição a luz

Como já citado anteriormente, a rosinha de sol prefere ser cultivada em um ambiente onde possa receber bastante luz direta do sol. Por isso, evite cultivar a suculenta em locais onde sejam de meia-sombra.

Veja também

7 comentários em “Rosinha de sol: 4 dicas para cultivar a suculenta de flores diurnas.”

Deixe um comentário