Pleomele (Dracena reflexa): Características +4 dicas para seu cultivo.

Suzana Machado

Pleomele

A pleomele (Dracena reflexa), é uma planta arbustiva, muito cultivada em jardins ambientes internos devido ao seu grande apelo paisagístico e por ser uma planta considerada de fácil cultivo.

Anúncios

Natural de Madagascar, onde o clima tropical predomina, a pleomele consegue se adaptar muito bem as condições climáticas do Brasil. Aliás, a florista Crys Bernardes do canal Maniadeflor, cita que a planta pleomele foi testada pela NASA e foi considerada com uma planta purificadora do ar, ajudando eliminar gases nocivos dos ambientes.
Imagem: chicagoplantlab

Características da pleomele

A planta pleomele, é um tipo de arbusto que pode crescer cerca de 2 metros de altura, dependendo das condições e do ambiente onde é cultivada.

Pleomele
Imagem: flower_sale12

Se caracteriza por seu caule lenhoso e suas folhas longas e esteiras, com uma coloração esverdeada. Por outro lado algumas variedades podem desenvolver folhas com bordas amarelas.

Anúncios

Como cultivar a pleomele?

1- Temperatura ambiente

O recomendado, é que a pleomele seja cultivada em locais onde o clima seja semelhante ao de regiões tropicais. Em regiões muito frias ou secas, o desenvolvimento pode acabar sendo comprometido.

2- Exposição a luz

Um dos principais pontos para que ela se desenvolva corretamente, está na devida exposição a luz do sol. A variedade pleomele variegata, que se caracteriza pela coloração cor creme de suas folhas, preferem ser cultivadas em ambiente a meia-sombra.

Pleomele
Imagem: jardimderaquel

Outras variedades, podem ser cultivadas tanto em ambientes de meia-sombra ou em locais onde peguem a luz direta do sol por algumas horas do dia.

Anúncios

3- Substrato ideal

Prefira cultivar a planta utilizando um substrato rico em matéria orgânica, podendo optar pelo uso de húmues de minhoca ou bokashi) e que seja bem drenável. Quanto a adubação, pode ser feita aplicando algum adubo químico NPK 10-10-10, conforme recomendação do fabricante.

4- Frequência das regas

As regas devem ser feitas sempre que for observado que o substrato está ficando seco. Você pode observar com o teste do “dedômetro” ou sentir a umidade presente no substrato verificando o peso do vaso.

Anúncios

Cuide apenas para não exagerar na porção de água e encharcar o substrato, já que pode contribuir para o surgimento de fungos/bactérias, além do apodrecimento da raiz da planta.

Veja também

Deixe um comentário