Lanterna chinesa (Abutilon megapotamicum): características +5 dicas para o cultivo.

Suzana Machado

Lanterna chinesa

Uma das plantas ornamentais que mais se destacam em ambientes internos e externos devido a beleza de suas flores, é a lanterna chinesa (Abutilon megapotamicum), que é um arbusto nativo da Brasil.

Anúncios

Da família Malvaceae, a lanterna chinesa, também conhecida como flor sininho ou lanterna japonesa, encanta os ambientes com suas flores que lembram o formato de uma lanterninha chinesa, com uma coloração bem vibrante, que atrai beija-flores e borboletas.
Imagem: montesgetares

Características da lanterna chinesa

A florista Vanessa, da Yucca Plantas, destaca algumas características que fazem ela se destacar tanto nos ambientes. “A lanterninha chinesa se caracteriza pela coloração avermelhada de seu cálice e da sua flor amarela que fica no centro do cálice, ficando com um aspecto muito decorativo”.

lanterna chinesa
Imagem: pepinierelarcenfleurs

Dependendo do tamanho do vaso onde está sendo cultivada a lanterna chinesa, suas flores podem acabar variando de tamanho. Dessa forma, é possível que as flores da lanterna chinesa variem entre 2 a 5 cm de diâmetro.

Anúncios

Como cultivar a lanterna chinesa?

Devido a variação de temperaturas nas regiões do Brasil, é possível que ela se comporte de uma forma diferente em cada local, já que ela é resistente ao frio e pode florescer o ano todo se for cultivada em um local com a temperatura mais elevada.

lanterna chinesa
Imagem: floriculturaflor_e_fruta

Contudo, os cuidados para que ela cresça e desenvolva suas flores são iguais para todas as regiões. Inclusive, é possível que dependendo da região, ela acabe florescendo com mais incidência logo no inverno, mesmo não sendo muito comum.

1- Escolha do vaso

Uma indicação da florista Vanessa, da Yucca plantas, é que o vaso escolhido para fazer o cultivo da lanterna chinesa não seja fechado na parte de baixo, nem que seja usado pratinhos para armazenar a água das regas.

Anúncios

Como a espécie adora um substrato úmido, podem ocorrer o acúmulo de água na parte de baixo do vaso, que pode resultar em mal cheiro e no crescimento de insetos.

2- Substrato recomendado

Para que a lanterna chinesa consiga desenvolver suas lindas flores em forma de sininho/lanterninha, o ideal é que seja utilizado um substrato com uma boa drenagem e que seja rico em matéria orgânica.

Anúncios

Além disso, também é recomendado estimular o crescimento das flores utilizando um fertilizante NPK 10-10-10, fazendo a aplicação uma vez por semana.

3- Exposição a luz

Por mais que a lanterna chinesa goste de ficar em ambientes bem iluminados, evite deixar o vaso em um local onde fique pegando o sol pleno por muito tempo. Na maioria dos casos, a luz do sol pode fazer com que a planta se queime e fique seca.

4- Frequência das regas

Como citado anteriormente, a lanterna chinesa prefere ser cultivada em um substrato úmido. Por isso, mantenha uma frequência nas regas da planta, cuidando para que o substrato se mantenha sempre úmido.

Anúncios

5- Podas

As lanternas chinesas tendem a crescer bastante, ainda mais se forem cultivadas em vasos onde elas fiquem pendentes.

lanterna japonesa
Imagem: gullerim_sevincim2021

Por isso, as podas devem ser feitas sempre que for observado que ela já está ficando muito espaçosa, apenas para tirar esse excesso.

Veja também

Deixe um comentário